Congresso Fenafar e eleição da nova diretoria

O Sindifarma esteve presente no 8º Congresso: Fortalecer a organização sindical para defender a categoria e o Brasil, realizado pela Federação nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), no início de agosto, em Cuiabá. Durante o evento, um dos focos do debate foi a organização sindical e a...

O Sindifarma esteve presente no 8º Congresso: Fortalecer a organização sindical para defender a categoria e o Brasil, realizado pela Federação nacional dos Farmacêuticos (Fenafar), no início de agosto, em Cuiabá.

Durante o evento, um dos focos do debate foi a organização sindical e a forma como o trabalho farmacêutico pode ajudar a cuidar das pessoas por meio das atividades desenvolvidas pela entidade.

Entre os palestrantes e representantes das organizações dos trabalhadores, e do povo brasileiro, estavam a presidente da CTB-MT, Nara Teixeira, a tesoureira da Fenafar, Célia Chaves, o representante da Organização Internacional dos Trabalhadores (OIT) José Ribeiro, o conselheiro do Conselho Federal de Farmácia, Altamiro José dos Santos e o presidente do Sindifarma-Ba, Magno Teixeira.

O diálogo foi coordenado pelo presidente do Sindicato dos Farmacêuticos do Ceará, Márcio Batista, que destacou a importância da luta pelo trabalho decente e como é fundamental mudar a mentalidade das pessoas sobre o papel do trabalho na sociedade. “O trabalho é uma necessidade para a dignidade humana”, afirmou e salientou que para ser digno é preciso ser desenvolvido em condições e jornadas adequadas, com salários compatíveis, com valorização profissional.

Atuação conjunta

Para o conselheiro federal do Conselho Federal de Farmácia, na Bahia, Altamiro José dos Santos, é necessário aprofundar a atuação conjunta dos conselhos de farmácia e dos sindicatos, já que essa unidade tem permitido muitos avanços e conquistas para a categoria. “Um desafio a enfrentar é garantir maior sinergia entre a ação das entidades, sindicatos e conselhos, cada um dentro de suas atribuições, mas numa atuação complementar”.

Segundo Altamiro, a luta e conquista pela aprovação da Lei 13.021 foi um dos grandes exemplos dessa união. “Agora nosso desafio é começar a construir efetivamente esta nova lei. Hoje, nós temos condições de garantir isso, já que a lei veio regulamentar a área privativa de atuação dos farmacêuticos nas farmácias, garantir que tenhamos o farmacêutico em todo o período de funcionamento dos estabelecimentos”.

As lutas da categoria em várias áreas de atuação

Altamiro também reforçou como a lei dá novas condições de se lutar pelos direitos da categoria. “Recentemente, o Sindicato da Bahia venceu duas batalhas jurídicas contra duas grandes redes por desvio de função”.

No setor público, o conselheiro lembrou a necessidade de manter e ampliar a luta para garantir a presença dos farmacêuticos nos dispensários de medicamentos nos serviços públicos. “Durante nossas fiscalizações, já nos deparamos com muitas situações irregulares, já flagramos até um zelador fazendo essa dispensação. Temos que colocar os farmacêuticos nestes espaços”, reiterou lembrando que está em tramitação no Congresso um projeto de lei que prevê a presença obrigatória dos farmacêuticos no SUS”.

Outra área importante de atuação profissional dos farmacêuticos é na análises clínicas “que mantiveram a profissão farmacêutica de pé por um longo período. Hoje nós nos reencontramos com o medicamento, mas as análises clínicas continuam sendo importantes. Contudo, estamos perdendo espaços porque não é uma área privativa, é compartilhada com outras categorias. Os profissionais que atuam nestes setor se queixam que estamos perdendo espaços para outros profissionais”, lembrou Altamiro.

Eleição da diretoria Fenafar

A eleição para a diretoria da Fenafar ocorreu durante o congresso e foi por chapa única. Dos 155 delegados aptos a votar, 149 votaram, sendo que 140 votaram na nova diretoria, houve 2 votos brancos e 7 nulos. Na Bahia, as diretoras do Sindifarma Soraya Amorim e Eliane Simões fazem parte oficial da nova diretoria para o triênio 2015-2018.

Fonte: Fenafar

Fotos: Divulgação/Sindifarma-Ba