Férias no Exterior

Antes de viajar, Anvisa recomenda aplicação de vacinas, realização de exames e outros cuidados

09/01/12

Nos meses de janeiro e fevereiro aumenta o fluxo de viajantes do Brasil para o exterior. Antes de viajar é importante que alguns cuidados sejam adotados, especialmente com relação à saúde. A atualização das vacinas é um desses cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde.

 

Recomendações

Algumas vacinas podem ser recomendadas, como medida preventiva ao viajante que se desloca para áreas de risco. Como as vacinas, geralmente, têm um período, que varia entre 10 dias e seis semanas até atingir a proteção esperada, devem ser aplicadas com a devida antecedência à viagem.

Como medida de controle da febre amarela, alguns países exigem dos viajantes o “Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia” para o ingresso em seu território. A vacina contra febre amarela deve ser administrada, pelo menos, 10 dias antes da viagem e está disponível nos postos de vacinação. É necessário levar na viagem o Cartão Nacional de Vacinação, onde ela será registrada.

Com relação a outros problemas de saúde, é importante consultar um médico para uma avaliação, principalmente no caso de pessoas que tenham doença pré-existente. O melhor é evitar viajar na vigência de qualquer doença infecciosa aguda.

Pessoas que precisam fazer uso de medicamentos sob prescrição médica devem obter a receita e adquir os medicamentos na quantidade suficiente para toda a viagem. Nem sempre é possível comprar medicamentos em outros países sem prescrição médica local ou levar medicamentos na bagagem, sem as respectivas receitas médicas.

Uma boa medida é fazer o seguro saúde. É importante também verificar se o país a ser visitado mantém acordo internacional recíproco com o Brasil, que permite o atendimento de cidadãos brasileiros pelas redes públicas de saúde.

 

Informe-se

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), responsável pela proteção da saúde do viajante em trânsito pelas áreas portuárias, aeroportuárias e de fronteiras, disponibiliza todas as informações necessárias para que a pessoa proteja sua saúde e se adeque às exigências sanitárias internacionais. Os viajantes podem buscar orientações através dos meios de comunicação da Agência.

 

Fonte: Agência Saúde (http://portalsaude.saude.gov.br/)