Hoje tem manifestação de farmacêuticos

Imagem de arquivo             Hoje tem manifestação de farmacêuticos Teresina (PI) Farmacêuticos e estudantes do curso de farmácia se mobilizam participar de uma manifestação de alerta pela situação de desrespeito para com a categoria no serviço público do estado e...

Imagem de arquivo
maniffarma

 

 

 

 

 

 

Hoje tem manifestação de farmacêuticos

Teresina (PI) Farmacêuticos e estudantes do curso de farmácia se mobilizam participar de uma manifestação de alerta pela situação de desrespeito para com a categoria no serviço público do estado e da prefeitura daquela capital.

O presidente do Sindicato dos Farmacêuticos, Ulisses Nogueira, informou que a concentração ocorrerá às 8 horas de hoje ( dia 6) em frente ao Hospital Getúlio Vargas (HGV). Às 9 horas, começa uma caminhada até a Farmácia de Medicamentos do Estado.

A manifestação tem como pautas principais a valorização salarial; a redução da jornada de trabalho de 44 para 30 horas semanais; convocação de 300 concursados aprovados nos últimos concursos; pagamento da Gratificação de Emergência para a categoria no HUT.

Também estão entre as reivindicações a regularização dos farmacêuticos nos Centro de Atenção Psicossocial (CAPs), onde segundo Ulisses Nogueira quem está indicando medicamentos para os pacientes são técnicos administrativos.

‘Os problemas são muitos. No HUT, apenas médicos e enfermeiros recebem gratificação de emergência, estando farmacêuticos e outras categorias de saúde excluídas. Queremos a isonomia salarial no serviço público, já que médicos e enfermeiros são diferenciados. Existem mais de 300 classificados no concurso público no Estado e na prefeitura de Teresina que não são convocados. Existem terceirizados na função, o que é irregular porque é uma atividade-fim’, lamentou Ulisses Nogueira.

A situação é crítica tanto para os profissionais que estão no serviço público, como em relação à ausência de farmacêuticos em setores essenciais, como a Central de Abastecimento Farmacêutico. Ulisses afirma que existem mais de R$ 61.000.000 em medicamentos no local e não há nenhum farmacêuticos responsável pelo armazenamento e distribuição dos produtos.

Atualmente, existem seis faculdades com curso de Farmácia no Piauí, sendo cinco em Teresina e um no Sul do Estado. São formados cerca de 180 profissionais por ano

Adaptamos de 180 Graus
00sindifarma
Clipagem e edição de Marko Ajdaric