Itabuna: Farmácias sem farmacêuticos em tempo integral serão fechadas

Itabuna: Farmácias sem farmacêuticos em tempo integral serão fechadas Os proprietários de drogarias e farmácias de Itabuna têm até o dia 1º de setembro para contratar farmacêuticos, inscritos no Conselho Regional de Farmácia, para atuar nos estabelecimentos durante todo o horário de funcionamento. A fiscalização...

0_mapadeitabuna
Itabuna: Farmácias sem farmacêuticos em tempo integral serão fechadas

Os proprietários de drogarias e farmácias de Itabuna têm até o dia 1º de setembro para contratar farmacêuticos, inscritos no Conselho Regional de Farmácia, para atuar nos estabelecimentos durante todo o horário de funcionamento.

A fiscalização neste sentido será intensificada pela Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Itabuna. Outra obrigação que os fiscais vão cobrar das farmácias é o controle de medicamentos antimicrobianos.

A presença de farmacêuticos durante todo o horário de funcionamento das farmácias é uma exigência da Lei Federal nº 5.991/73 e, em caso de descumprimento, os estabelecimentos podem ser interditados. As empresas já foram informadas de que a fiscalização será rigorosa.

O coordenador do órgão, Antonio Carlos Carvalho, explica que as farmácias que ainda não tem um profissional em tempo integral devem legalizar a situação até a data estipulada a fim de evitar interdição.

Segundo Carvalho, cerca de 50% dos estabelecimentos de Itabuna já contam com o farmacêutico, mas este não permanece no estabelecimento durante todo o tempo de funcionamento.

‘Um farmacêutico só pode ser responsável por uma farmácia ou drogaria. Isso permite mais segurança para quem precisa comprar medicamentos, reduzindo a prática de o balconista trocar o que foi prescrito por remédios mais baratos e também vai ajudar a diminui a automedicação’, prevê o coordenador da vigilância sanitária.

Adaptamos de Tribuna da Bahia e Diário da Bahia 00sindifarma

Edição e clipagem de Marko Ajdaric