NOTA DE REPÚDIO

Sindifarma denuncia e repudia demissão arbitrária de dirigente sindical

O SINDICATO DOS FARMACÊUTICOS DO ESTADO DA BAHIA vem a público denunciar e repudiar a demissão arbitrária, disfarçada de inexistente justa causa, de uma dirigente sindical pela empresa WALMART (FARMÁCIA BOMPREÇO) sob alegação de ter compartilhado uma senha com outra funcionária, prática esta comum na empresa. A senha foi apenas compartilhada e seu uso feito de acordo com as normas da empresa, não havendo nada que desabone as usuárias.

A farmacêutica é funcionária há 10 anos e por diversas vezes premiada pela própria empresa, foi eleita diretora sindical pela categoria para representá-la em suas variadas formas. Essa demissão fere a Constituição Federal em seu Art. 8º inciso VII e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) em seu Art. 543, que impede o desligamento de diretores sindicais.

O fato coincide com o recebimento pela WALMART de notificação de processo movido pelo Sindicato contra a empresa por conta de assédio moral e desvio de função, o que claramente demonstra retaliação a esta entidade, perseguição e afronta à liberdade. O Sindicato dos Farmacêuticos não se intimidará diante dessas ações e com autonomia e independência continuará a defender a categoria.

Diante disso, o Sindicato informa que tomará as medidas judiciais cabíveis e reitera o repúdio a qualquer prática de retaliação e perseguição a esta entidade ou a seus dirigentes sindicais.

Sindicato dos Farmacêuticos do Estado da Bahia – Sindifarma