Unime

A UNIME procura contribuir na resolução de certos problemas que se põem à sociedade através da formação intelectual e política dos futuros dirigentes. No âmbito social, a Instituição provoca e participa de debates sobre as grandes questões éticas e científicas com as quais a sociedade...

A UNIME procura contribuir na resolução de certos problemas que se põem à sociedade através da formação intelectual e política dos futuros dirigentes. No âmbito social, a Instituição provoca e participa de debates sobre as grandes questões éticas e científicas com as quais a sociedade baiana se defronta.

Preocupada com a flexibilidade, a UNIME, apresenta, sempre que possível, o caráter pluridimensional do ensino superior, proporcionando ao acadêmico uma sólida formação geral, necessária à superação dos “desafios de renovadas condições de exercício profissional e de produção de conhecimentos…” (relatório para a UNESCO da Comissão Internacional para o Século XXI, p. 49). Nesse sentido, adota a prática do estudo independente, na perspectiva da autonomia intelectual, como requisito à autonomia profissional e o fortalecimento da articulação da teoria com a prática através da pesquisa individual e coletiva e da participação em atividades de extensão.

Para garantir sua missão, a UNIME adota como eixo estrutural da sua prática educativa as quatro aprendizagens fundamentais, recomendadas pelo relatório da UNESCO através da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI:

“Aprender a conhecer” – caracterizado pela busca do domínio dos instrumentos do conhecimento com a finalidade precípua de descobrir, compreender e fazer ciência;

“Aprender a fazer” – entendendo-se que, embora indissociável do “aprender a conhecer”, o “aprender a fazer” refere-se diretamente à formação profissional, na medida que se trata de orientar o acadêmico a por em prática os seus conhecimentos, adaptando a educação à configuração do trabalho na sociedade atual;

“Aprender a viver juntos” – sendo o homem um ser de relações, constitui-se num grande desafio para a educação, tendo em vista que trata de ajudar os alunos no processo de aprendizagem para a participação, a cooperação e, sobretudo, para a busca coletiva de soluções para os problemas contemporâneos. Isto implica no desenvolvimento de competências inter e intra-pessoal;

“Aprender a ser” – integra as três aprendizagens anteriores e caracteriza-se pela elaboração de pensamentos autônomos e críticos que contribuam na formulação própria de juízos de valor, formando assim um cidadão e profissional decidido e preparado para agir nas diferentes circunstâncias da vida. Abrange a relação do homem consigo mesmo, o reconhecimento dos seus limites e o controle de suas emoções, favorecendo, portanto, o autoconhecimento humano.

Para concretizar sua política de formação, a UNIME tem como filosofia:

“Promoção de ensino de qualidade através da criação e desenvolvimento de atividades acadêmicas que considerem os conhecimentos, as habilidades e as atitudes essenciais à formação humana e profissional”.

Fonte: Unime
Acesse: http://www.unime.edu.br/